Nas unidades de saúde, a prioridade é a Campanha de Combate ao Câncer de Colo de Útero
Dentre as ações preventivas que visam combater o câncer de colo de útero, a mais eficaz é o exame Citopatológico de Papanicolau
Publicado em: 05/12/2018 ás 07:32:00 Autor: ASCOM/PMNBS/Benedito F. de Souza Fonte: ASCOM/PMNBS/Benedito F. de Souza

Os profissionais em saúde estarão mobilizados no dia 08 de dezembro de 2018, um sábado, para a Campanha de Combate ao Câncer de Colo de Útero, quando será realizada a coleta de exame preventivo nas Unidades Básicas de Saúde, das 08:00 às 16:00 horas. Os locais de atendimento e coleta de material para exame serão as unidades de saúde do Jardim Glória, Jardim Petrópolis, São José e Centro Preventivo de Saúde, como informa a coordenadoria do setor.

O câncer de colo de útero é a segunda maior causa de morte de mulheres por tumor no mundo, conforme dados da Organização Mundial de Saúde, que informa ainda que a diminuição da incidência desse tipo de doença, que está entre as que mais atingem as mulheres e causa de elevado número de óbitos no Brasil, estando atrás apenas do câncer de mama, e ainda assim, todo cuidado é pouco. O câncer de colo de útero ou câncer cervical, é uma doença de evolução lenta que acomete, acentuadamente, mulheres acima dos 25 anos de idade. O principal agente causador desse tipo de enfermidade é o papilomavírus humano, popularmente conhecido pela sigla HPV.

As mulheres com risco de contrair o HPV são aquelas que iniciam a atividade sexual mais cedo, e em outro grupo, as que praticam sexo com vários parceiros diferentes ou com aqueles que tem vida sexual promíscua, ou seja, a Organização Mundial da Saúde (OMS), entende que a promiscuidade tem lugar quando um indivíduo tem mais de dois parceiros sexuais em menos de seis meses. Outra situação de risco para a contração do HPV é a baixa imunidade, o uso do cigarro e ainda as más condições de higiene.

Dentre as ações preventivas que visam combater o câncer de colo de útero, a mais eficaz é o exame Citopatológico de Papanicolau (CCO), quando realizado regular e periodicamente, como este, que está proposto para sábado (08/12) nas unidades de saúde, sendo o mais eficaz para a detecção da presença do HPV, sondadas através de diagnósticos que busquem possíveis alterações celulares características da infecção pelo HPV ou a existência de lesões pré-malignas.

Como tem feito regularmente, a Coordenadoria de Atenção Básica, através do enfermeiro Lázaro Alves Dias, espera que as informações sejam divulgadas por todos os meios e formas para que a participação feminina seja cada vez maior, evitando-se com isso a possibilidade de infecção pelo HPV.